sexta-feira, 19 de novembro de 2010

terça-feira, 16 de novembro de 2010

São Cirilo: é assim que a igreja cria seus santos.


Hipátia (370-415 DC), filha de Theron, era uma cientista, matemática, astrônoma, líder da escola de filosofia neo-platônica e diretora da Biblioteca de Alexandria. Cirilo, o arcebispo de Alexandria, a odiava por ela ser um símbolo da ciência e da cultura que, para a igreja primitiva, representavam o paganismo. Ela continuou seu trabalho apesar das ameaças até que, no ano de 415, foi cercada pelos monges e paroquianos de Cirilo, despida e esfolada até a morte com cacos de cerâmica. Seus restos foram queimados, suas obras destruídas e Cirilo foi canonizado.
(Carl Sagan)
.
Quando você for rezar para um santo lembre-se que quem decide quem é e quem não é santo não é deus nem Jesus nem Maria e sim um grupo de burocratas do Vaticano com interesses corporativistas. São Jorge, por exemplo, era.. deixou de ser... e depois foi re-canonizado. Pode isso? O que será que o velho guerreiro ficou fazendo durante o periodo em que foi desantificado? Matando dragões na lua??

sábado, 13 de novembro de 2010

Hawking: "não é preciso um Deus para criar o Universo"

Em seu mais recente livro, The Grand Design (O Grande Projeto, em tradução livre), o cientista britânico Stephen Hawking, afirma que "não é preciso um Deus para criar o Universo", pois o Big Bang seria "uma consequência" de leis da Física.

"O fato de que nosso Universo pareça milagrosamente ajustado em suas leis físicas, para que possa haver vida, não seria uma demonstração conclusiva de que foi criado por Deus com a intenção de que a vida exista, mas um resultado do acaso", explicou um dos tradutores da obra, o professor de Física da Matéria Condensada David Jou, da Universidade Autônoma de Barcelona.

Há 22 anos, em seu livro Uma Nova História do Tempo, Hawking via na racionalidade das leis cósmicas uma "mente de Deus". O cientista inglês acredita agora que as próprias leis físicas produzem universos sem necessidade de que um Deus exterior a elas "ateie fogo" às equações e faça com que suas soluções matemáticas adquiram existência material.

Assim, aquela "mente que regia nosso mundo" se perde na distância dessa multiplicidade cósmica, segundo o tradutor.

Hawking admite a existência das equações como fundamento da realidade, mas despreza a ideia de que as equações poderiam ser obras de um Deus que as superasse e que transcendesse todos os universos.
PORTAL TERRA, 13 DE NOVEMBRO 2010

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

A ciência salvou minha alma.

Com tantos videos e livros religiosos circulando e lavando cérebros por aí é um alívio quando encontramos um que mostre o outro lado, o da ciência.
Vale a pena conferir:

http://www.youtube.com/watch?v=KIiH9GJ10TE&feature=player_embedded#!

Conheci esse video através do ótimo blog:

http://souevoluido.blogspot.com/

que também vale a pena ser visitado.

Aleluia, irmão... deixe a ciência dominar seu coração!