domingo, 29 de abril de 2012

Cristianismo: um conjunto de lendas tolas, sem qualquer sentido.



Há tempos postei aqui no blog um texto com o título de "Lendas" no qual ironizo os princípios básicos do cristianismo. Nele eu tento chamar a atenção para a total falta de lógica dessa religião e a  frase da foto é um divertido resumo do que eu penso.
A estrutura do cristianismo é tão capenga, tão sem pé nem cabeça, que causa espanto que uma instituição religiosa tenha se tornado tão popular e poderosa contando uma  historia tão cheia de furos.
A dimensão do universo e suas distancias inimagináveis para os limites da nossa compreensão me fazem perguntar porque uma divindade poderosa a ponto de ter criado tudo isso do nada acharia importante ser adorada, temida e obedecida por microscópicos seres viventes em um pedregulho  preso na órbita de uma das 200 bilhões de estrelas de um dos bilhões de galáxias do universo que criou..

Porque uma entidade tão infinitamente poderosa se preocuparia com os pensamentos, atos, falhas ou virtudes de cada um dos bilhões de seres que ele mesmo criou para viver nesse pedregulhinho microscópico? 

Tento imaginar: porque ele perderia seu tempo jogando joguinhos e pequenas loterias mentais com esses serezinhos minusculos, onde os vencedores teriam vida eterna a seu lado, e os derrotados fossem arder no inferno até um tal de dia do juizo final, seja lá o que isso for. 

Porque criaria um paraíso, dois seres, varias arvores liberadas mas uma proibida? Para que diabos afinal criaria o diabo e permitiria que ele usasse a cobrinha para fazer um dos dois seres comer a frutinha proibida, o que tornou os os novos seres "pecadores" por milhares de anos até que a entidade resolvesse criar um ser especial - que seria ele mesmo mas ao mesmo tempo seu filho - que viria a terra através de uma mágica para divulgar suas idéias, ser preso, torturado, morto e  nascer de novo, apagando assim (claro!)  o pecado de todos os demais seres, pecado esse que ele mesmo tinha inventado. 

Fica ainda mais engraçado quando lembramos que a entidade é onisciente, ou seja, quando criou tudo isso já sabia tudo que ia acontecer! 
Se fosse roteiro de filme eu garanto que o produtor vetaria e mandaria o roteirista trabalhar melhor a história, para dar a ela um minimo de lógica.
Mas, como acontece com alguns filmes, a pior historia foi a que deu certo.
Pois é, me pergunte agora porque sou ateu.

Pensar de forma analítica reduz fé em deus, diz estudo.


Pensar de maneira mais analítica induz as pessoas a acreditar menos em Deus, segundo um estudo publicado na edição passada da revista Science. Os pesquisadores, da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, submeteram cerca de 180 alunos de graduação a uma bateria de testes e questionários e descobriram que, ao forçar os estudantes a pensar de forma mais analítica sobre algum assunto, esse raciocínio influenciava a sua fé, tornando-os menos religiosos.
Acredita-se que o cérebro humano tem dois "modus operandi" para processar informações e tomar decisões: um mais intuitivo e outro mais analítico. Os resultados do estudo sugerem que a religiosidade flui do modo intuitivo e perde força à medida que as pessoas são forçadas a pensar de modo mais analítico.
Em um dos testes aplicados, os alunos eram apresentados com problemas matemáticos que tinham uma resposta intuitiva errada e uma resposta analítica correta. Depois, respondiam a um questionário sobre sua fé e religiosidade. Os alunos que resolviam os problemas de forma analítica relatavam acreditar menos em Deus.
(Estadão - 29/04/2012)

sábado, 21 de abril de 2012

A intolerância religiosa, por Drauzio Varella.


O fervor religioso é uma arma assustadora, disposta a disparar contra os que pensam de modo diverso
SOU ATEU e mereço o mesmo respeito que tenho pelos religiosos.
A humanidade inteira segue uma religião ou crê em algum ser ou fenômeno transcendental que dê sentido à existência. Os que não sentem necessidade de teorias para explicar a que viemos e para onde iremos são tão poucos que parecem extraterrestres.
Dono de um cérebro com capacidade de processamento de dados incomparável na escala animal, ao que tudo indica só o homem faz conjecturas sobre o destino depois da morte. A possibilidade de que a última batida do coração decrete o fim do espetáculo é aterradora. Do medo e do inconformismo gerado por ela, nasce a tendência a acreditar que somos eternos, caso único entre os seres vivos.
Todos os povos que deixaram registros manifestaram a crença de que sobreviveriam à decomposição de seus corpos. Para atender esse desejo, o imaginário humano criou uma infinidade de deuses e paraísos celestiais. Jamais faltaram, entretanto, mulheres e homens avessos a interferências mágicas em assuntos terrenos. Perseguidos e assassinados no passado, para eles a vida eterna não faz sentido.
Não se trata de opção ideológica: o ateu não acredita simplesmente porque não consegue. O mesmo mecanismo intelectual que leva alguém a crer leva outro a desacreditar.
Os religiosos que têm dificuldade para entender como alguém pode discordar de sua cosmovisão devem pensar que eles também são ateus quando confrontados com crenças alheias.
Que sentido tem para um protestante a reverência que o hindu faz diante da estátua de uma vaca dourada? Ou a oração do muçulmano voltado para Meca? Ou o espírita que afirma ser a reencarnação de Alexandre, o Grande? Para hindus, muçulmanos e espíritas esse cristão não seria ateu?
Na realidade, a religião do próximo não passa de um amontoado de falsidades e superstições. Não é o que pensa o evangélico na encruzilhada quando vê as velas e o galo preto? Ou o judeu quando encontra um católico ajoelhado aos pés da virgem imaculada que teria dado à luz ao filho do Senhor? Ou o politeísta ao ouvir que não há milhares, mas um único Deus?
Quantas tragédias foram desencadeadas pela intolerância dos que não admitem princípios religiosos diferentes dos seus? Quantos acusados de hereges ou infiéis perderam a vida?
O ateu desperta a ira dos fanáticos, porque aceitá-lo como ser pensante obriga-os a questionar suas próprias convicções. Não é outra a razão que os fez apropriar-se indevidamente das melhores qualidades humanas e atribuir as demais às tentações do Diabo. Generosidade, solidariedade, compaixão e amor ao próximo constituem reserva de mercado dos tementes a Deus, embora em nome Dele sejam cometidas as piores atrocidades.
Os pastores milagreiros da TV que tomam dinheiro dos pobres são tolerados porque o fazem em nome de Cristo. O menino que explode com a bomba no supermercado desperta admiração entre seus pares porque obedeceria aos desígnios do Profeta. Fossem ateus, seriam considerados mensageiros de Satanás.
Ajudamos um estranho caído na rua, damos gorjetas em restaurantes aos quais nunca voltaremos e fazemos doações para crianças desconhecidas, não para agradar a Deus, mas porque cooperação mútua e altruísmo recíproco fazem parte do repertório comportamental não apenas do homem, mas de gorilas, hienas, leoas, formigas e muitos outros, como demonstraram os etologistas.
O fervor religioso é uma arma assustadora, sempre disposta a disparar contra os que pensam de modo diverso. Em vez de unir, ele divide a sociedade -quando não semeia o ódio que leva às perseguições e aos massacres.
Para o crente, os ateus são desprezíveis, desprovidos de princípios morais, materialistas, incapazes de um gesto de compaixão, preconceito que explica por que tantos fingem crer no que julgam absurdo.
Fui educado para respeitar as crenças de todos, por mais bizarras que a mim pareçam. Se a religião ajuda uma pessoa a enfrentar suas contradições existenciais, seja bem-vinda, desde que não a torne intolerante, autoritária ou violenta.
Quanto aos religiosos, leitor, não os considero iluminados nem crédulos, superiores ou inferiores, os anos me ensinaram a julgar os homens por suas ações, não pelas convicções que apregoam.
(Folha de SP, 21/04/12)

sexta-feira, 20 de abril de 2012

O Lineu que o diga....



Titanic x Noé.


Se você quiser medir o grau de ignorância de uma pessoa basta perguntar se ela acredita na lenda da arca de Noé. Se a resposta for sim, encerre a conversa e invista seu tempo em coisa melhor.
Aqui mesmo no blog chegam mensagens de leitores aparentemente inteligentes e cultos mas que defendem essa bobagem bíblica com fervor.
Para eles algumas perguntinhas básicas:
1) Onde ficaram os dinossauros?
2) Como uma familia de 7 pessoas conseguiu cuidar de tantos animais?
3) Os peixinhos de água  doce viajaram em aquários?
4) Quem fazia a limpeza diária (milhões de animais evacuando todo dia... tarefa dura)
5) Como impediram que animais maiores atacassem e devorassem os menores?
6) Nenhum ser humano, no mundo inteiro, conseguiu subir para o alto de uma montanha e sobreviver?
7) De onde veio tanta água... e para onde ela foi depois?
8) Todos os bilhões de seres humanos que vivem ou já viveram na Terra descendem do Sr. e Sra Noé?
Negros, brancos, esquimós, orientais, todos?

Criacionistas e cristãos fanáticos dão nó na lógica e pagam mico só para não admitir que o texto da bíblia não é afinal tão "sagrado" assim...

 


domingo, 15 de abril de 2012

Deus? Escolha os seus!



Para os que não vivem sem adorar alguma divindade... saibam que há várias disponíveis, podem escolher à vontade, todas são invisíveis e inexistentes mas funcionam super bem como consolo.

Curas milagrosas: milagre mesmo é acreditarem nisso.


A cegueira provocada pelas religiões parece não ter limites e a estratégia é sempre a de oferecer consolo em troca de dinheiro.
Direta ou indiretamente as pessoas sempre pagam.
Diga a alguém algo que ela quer muito ouvir e as chances dela questionar sua afirmação serão mínimas.
O assunto "curas milagrosas" ou "curas espirituais" é particularmente irritante pois promete muito, não entrega nada e mesmo assim fatura muito.
O que dizer de curandeiros "espirituais" que criam fama e deitam na cama?
Como diz a charge, se o paciente é curado o charlatão leva a fama, nunca o médico.
Com Jesus dá-se o mesmo: rezou, curou? Foi ele. Rezou, morreu? O pai dele quis (ou estava na hora, ou são misteriosos os designios do senhor, etc e tal).
Lula, Gianechini e tantos outros: por que vocês não abandonaram seus tratamentos médicos para confiar apenas no curandeiro?
O que será mais eficiente no tratamento do cancer: quimioterapia ou "passes" dados pelo Dr. Fritz e outros afins?





quinta-feira, 12 de abril de 2012

A bíblia do ateu: essa só diz a verdade.



"Deus um delírio" é a minha bíblia e a declaro sagrada.
Como "sagrada" não quer dizer absolutamente nada creio que minha declaração não deverá abalar o mundo mas as frases contidas nesse livro podem sim me ajudar a atingir o maior objetivo deste blog: mostrar que há uma outra maneira de encarar e interpretar a vida sem seguir dogmas tolos, crer em lendas primitivas ou ter que obedecer a seres imaginários.
Vejam a clareza com que Dawkins expõe algumas máximas ateistas:

"O poder de consolo da religião não a torna verdadeira"

"É incrível quanta gente parece não saber a diferença entre "X é verdade" e  "é desejável que as pessoas acreditem que X é verdade".

"Não temo a morte, fiquei morto bilhões e bilhões de anos antes de nascer e não tive a menor inconveniência por causa disso"

"Se deus quisesse perdoar nossos pecados por que não perdoa-los simplesmente, sem ter de ser torturado e executado em pagamento?"

"Que tipo de filosofia ética é essa que condena todas as crianças, mesmo antes de nascer, a herdar o pecado de um ancestral remoto?"

"É incrível que uma religião adote um instrumento de tortura e execução como seu símbolo sagrado".

Gostou? Leia e divulgue o livro, cada ser humano que tiramos do obscurantismo religioso é um ser livre a mais no mundo.


sábado, 7 de abril de 2012

Photoshop divino.


Uma daquelas noticias que diz muito sobre o caráter das igrejas.
O líder da Igreja Ortodoxa Russa, Kirill I, foi fotografado usando um relógio que vale U$ 30,000 e por isso recebeu muitas críticas.
O que fez sua zelosa igreja?
Simples, fez sumir o relógio, mas não doando-o a alguma obra de caridade e sim apagando-o da foto com photoshop.
Mas o serviço foi muito mal feito, deixou o reflexo do relógio na mesa e ficou pior a emenda que o soneto.
Igreja, hipocrisia é teu nome do meio!

50 ateus brilhantes, escolha o seu.

Link para a historia e pensamentos de 50 dos mais brilhantes ateus da história, de Epicurus a Freud, Pavlov a Carl Sagan, passando, claro, por Richard Dawkins e Stephen Hawking.
Boa leitura para crentes que acham que ateismo é coisa de maluco que fez pacto com o demônio.

http://brainz.org/50-most-brilliant-atheists-all-time/

sexta-feira, 6 de abril de 2012

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Presidente da República precisa acreditar em deus?

Esta foi a pergunta feita ao Sr. José Serra em debate em uma TV católica.
A resposta certa, de estadista, deveria ser que o importante são os valores morais e éticos da pessoa e não suas crenças religiosas.
Mas Serra preferiu falar como um político e fez um discurso absurdo sobre como o ateismo faz mal à sociedade e como a crença em deus é condição básica dos "bons valores".
Link para o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=xLYo1Pv-MrE&feature=player_embedded


E ainda querem que eu acredite??


Então você me diz que um zumbi judeu pode me fazer viver para sempre se eu telepaticamente aceita-lo como meu mestre, tudo porque uma cobra falante convenceu a mulher-costela a comer da árvore mágica?
E VOCÊ QUER QUE EU ACREDITE NISSO??

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Sobre Noé, dinos e a arca.


Criacionistas estão entre os seres mais ridículos que eu conheço, lutam contra a lógica, o bom senso e a ciência apenas para tentar (sem chegar nem perto de conseguir) provar que o livro de lendas e fábulas escrito por peregrinos e nômades da antiguidade contém toda a verdade sobre o universo.
Uma das coisas mais engraçadas é discutir com eles a lenda de Noé, uma historinha muito bonitinha que deveria ser interpretada de forma figurativa mas que é levada ao pé da letra pelos tais criacionistas.
Bem, pelo menos a ausência dos dinos na arca está agora brilhantemente explicada e ilustrada na charge acima.
Viram? a bíblia sempre tem razão!

Parabéns, ATEA, pelos 100 mil ateus em sua página no FB !!


https://www.facebook.com/ATEA.ORG.BR