sábado, 30 de junho de 2012

Se deus é amor, não parece.



"Aquele que não ama não conhece a deus; porque deus é amor ." - 1 João 4:8

Isso depois de amaldiçoar toda a humanidade pelo erro de apenas duas pessoas (Gênesis 3:14-19);
Depois de afogar quase toda a vida inutilmente, pois o mal continuou (Gênesis 6-7, Gênesis 8:21);
Depois de criar leis cruéis, intolerantes, absurdas, supersticiosas e preconceituosas (Levítico 15:19, Êxodo 21:20-21, Deuteronômio 22:21, Levitico 21.18-20, Deuteronômio 25:11,12, etc);
Depois de matar pessoas e animais inocentes que nada tinham a ver com as decisões do faraó (Êxodo 12:29, Êxodo 9:3-6);
Depois de matar muitos do seu próprio povo escolhido apenas por estarem insatisfeitos (Números 14:27-29);
Depois de ordenar a invasão de terras e o genocídio de vários povos (Deuteronômio 7:1);
Depois de matar um homem apenas por não querer engravidar a viúva do irmão (Gênesis, 38:08-10);
Depois de ordenar a morte de um homem apenas por ter catado lenha no sábado (Números 15 32-36);
Depois de matar duas pessoas apenas por terem mentido sobre a venda de um terreno (Atos 05:1-10);
Depois de ameaçar com castigos eternos os que não crerem (João 3:18, Lucas 10:10-16, João 3:18, Apocalipse 21:8);
Depois de matar uma mulher apenas por ter olhado para trás (Gênesis 19:26);
Depois de matar quarenta e dois meninos (crianças?) apenas por terem zombado de um profeta (2Reis 2:24);
Depois de amaldiçoar para sempre toda a descendência de um homem com lepra (2 Reis 5:25-27);
Depois de dizer que ele mesmo criou o mal, o surdo, o mudo? e o cego (Isaías 45:7,  Êxodo 4:11);
Depois de dizer que no seu julgamento final haverá os piores horrores (Lucas 21:23, Apocalipse 6:8, Apocalipse 9:6);
Depois de queimar muitas pessoas vivas (2 Reis 10-13, Números 11:1);
Depois de exigir que matassem as mulheres casadas e guardassem as virgens (Números 31:17-18);
Depois de afogar cerca de dois mil porcos que possuiam dono (Marcos 5:11-13);
Depois de humilhar uma mulher que buscava a cura para a filha (Mateus 15:22-27);
Depois de assegurar que não veio trazer a paz, mas a espada e a desavença (Mateus 10:34,37);
Depois de matar uma criança inocente pelo pecado de Davi (2 Samuel 12:14,15);
Depois de matar setenta mil homens pelo erro do rei que ele mesmo escolheu (1 Crônicas 21:8-14);
Depois de castigar com pragas terríveis seus desafetos (Números 16:41-50, Números 25:9, 2 Samuel 5:6, 2 Samuel 24:15, etc)
Depois de sadicamente enganar seu povo escolhido (Números 11:18-20 e Números 18:31,32);
Depois de ordenar o massacre de crianças, idosos e mulheres grávidas (Deuteronômio 32:25, Ezequiel 9:6, Deuteronômio 2:33,34);
Depois de muitos outros atos violentos, cruéis, intolerantes e sangrentos cometidos diretamente ou incentivados por deus... 

Ainda bem que deus é amor!
=================================================
Fonte: Sky Kunde, publicado na página "Contradições da Bíblia" no Facebook

sexta-feira, 29 de junho de 2012

A bíblia e o golpe do pecado.



A frase de Dan Barker resume bem algo que já foi dito inúmeras vezes aqui no blog.
Os fundadores de uma religião escreveram um livro.
Nele definiram regras de comportamento e a qualquer ato contrário a essas regras deram o nome de pecado.
O livro define também a penalidade para cada tipo de pecado.
Dizem eles que o livro não pode ser confrontado, pois é sagrado.
Segundo o próprio livro, claro.
Mas oferecem uma solução para você se livrar da punição: 
basta seguir as ordens do livro.
(e pagar 10% de dízimo, afinal, ninguém é de ferro)


Religião: se você pensar, cai fora.

Catolicismo cai, evangélicos e sem religião sobem.



O censo de 2010 exibe algumas alterações importantes nas participações de mercado das diversas religiões.
Os católicos, que em 1960 eram 93,1% da população brasileira são agora apenas 64,6%.
Os evangélicos subiram muito, de 4% para 22,2%.
Mas a grande noticia vem dos sem religião: de 0,6% em 1960 somos agora 8% da população brasileira.
E subindo!
Vejam no link da Folha de SP a matéria completa:
=====================================
http://www1.folha.uol.com.br/poder/1112382-catolicos-passam-de-931-para-646-da-populacao-em-50-anos-aponta-ibge.shtml

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Eu, o juiz e Jesus.





Esta semana compareci a uma audiência em um tribunal, um caso trabalhista simples.
Na parede da sala, bem sobre a cabeça do juiz, lá estava ele: o crucifixo.
É realmente difícil entender o que ele está fazendo ali, mas me fez pensar.
Se eu fosse judeu ou muçulmano com certeza não me sentiria bem, assim como um cristão não gostaria de ver ali um simbolo de outra religião.
É preciso lutarmos com todas as forças para combater e acabar com esse hábito arrogante, totalitário, anti democrático e inconstitucional (posto que nosso estado deveria ser laico).
Não peço um simbolo ateista, não peço que haja nos tribunais simbolos de todas as religiões.
É tão simples, tão honesto, tão justo: bastaria que em edificios publicos - em especial os da justiça - não houvesse simbolo algum nas paredes.
Não é pedir demais.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Conheça 7 papas nada santos.

Link muito interessante reunindo as histórias de sete papas envolvidos
em corrupção, luxúria, crimes e outras coisinhas assim.
Talvez tenham resolvido seguir a bíblia ao pé da letra, faz sentido.


De qualquer forma, uma pergunta de curioso:
Se o papa é o representante de deus na Terra, tratado como "santidade"
pelo seu rebanho, fica difícil entender como pessoas assim podem
ter sido papas. Confiram:
http://hypescience.com/7-papas-nada-santos/

domingo, 24 de junho de 2012

Além da Vida.


 Filhas travam disputa na Justiça para definir se corpo do pai vai ser enterrado ou enviado para os EUA, onde seria mantido congelado para futura possível ressuscitação. O caso é interessante porque nos faz refletir sobre a morte.
Embora a lei trate o óbito como um evento, ele é mais bem descrito como um processo. Quando as células deixam de receber oxigênio e nutrientes, nem todos os tecidos "morrem" ao mesmo tempo. Até três horas depois da parada cardíaca, as pupilas e os músculos ainda reagirão a determinados estímulos. Já as células ósseas mantêm-se transplantáveis por até 48 horas.
É justamente nessa noção de processo que se inscreve a lógica da preservação criônica: embora a medicina atual não seja capaz de curar um dado paciente, seus parâmetros essenciais -isto é, suas memórias e personalidade, que quase certamente correspondem a marcas físicas no cérebro-, mesmo depois da morte oficial, poderiam ser mantidos congelados até que existam tecnologias capazes de tratá-lo. Se a coisa funcionasse, a imortalidade estaria ao alcance pelo menos dos mais ricos.
E a questão social nem é a maior das encrencas propostas pela criônica. Em termos legais, o congelamento é uma forma de enterro. Mas isso só faz sentido se partimos do pressuposto de que a ressuscitação é impossível -o que ninguém pode afirmar com certeza. De outra forma, o sujeito deveria ser tratado como um paciente em coma, o que criaria uma série de dúvidas jurídicas.
Se admitimos que ele tem ainda chance de recuperação, então o que chamamos de declaração de óbito seria uma forma de eutanásia, o que traria complicadas implicações éticas. A morte definitiva só ocorreria em caso de perda irreparável de toda informação contida no cérebro.
A verdade é que, apesar de todos os grandes avanços da biologia e da medicina, ainda não dispomos de um conceito muito bom de morte.


(Helio Schwartsman- Folha de SP - 24/06/12)

terça-feira, 19 de junho de 2012

Deus capricha?



Proponho a leitura da frase acima com a foto abaixo.







segunda-feira, 18 de junho de 2012

Igrejas e seus avisos divertidos.



O aviso para cuidar dos seus pertences está na catedral de São Paulo e divertidamente me fez pensar em como são ligeiros e espertos nossos gatunos, conseguem roubar mesmo sob os olhares atentos de Jesus, deus e  todos aqueles santos, santas e vossas senhoras. 


O cartaz do banheiro está na Igreja de São Francisco e me fez pensar como são pios e caridosos esses franciscanos, só liberam o banheiro se o infeliz necessitado for um fiel!
Como será que filtram quem é ou não fiel para usar o banheiro?



sábado, 16 de junho de 2012

Ex-igreja, meu tipo favorito de igreja!


Bela igreja em Maastricht, Holanda, transformada em uma biblioteca por absoluta 
falta de fieis.
Ou seja, há esperança!

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Quantos humanos viveram na Terra e onde eles estão hoje??



No ano em que a população do planeta chega a 7 bilhões a ONG  "Population Reference Bureau" preparou um estudo interessante tentando estimar quantos seres humanos já teriam existido no planeta.
(se o leitor for criacionista melhor parar a leitura por aqui) 
Os cientistas estimam que o Homo Sapiens surgiu/evoluiu aproximadamente 200 mil anos atrás mas Carls Hab - demógrafo responsável pela pesquisa - considerou apenas humanos mais modernos, de 50 mil anos para cá.
Apesar das inevitáveis imprecisões causadas por taxas de natalidade e expectativas de vida muito variáveis o estudo aponta um numero final espantoso:
108 bilhões de pessoas!
Ou seja, os atuais 7 bilhões de humanos vivos não passam de 6,5% da população total que já andou pelo planeta.


Dúvidas divertidas: onde será que estão agora, segundo as religiões,  as almas dos 101 bilhões de humanos já mortos?
 Imaginem a super população lá no pós vida, mesmo divididos entre céu e inferno (já que a igreja aboliu o purgatório) é muita gente.
Todos lá esperando o juizo final, seja lá o que isso for.
Ah, mas caso a verdade esteja com os espíritas a conta seria outra já que essa simpática seita acredita que espíritos são recicláveis e ficam eternamente (ou quase isso) entrando e saindo de corpos onde vivem várias vidas.
Entre uma vida e outra alguns se divertem empurrando copos vazios para se comunicar com seus amigos encarnados.


Já para os cristãos a vida é one shot, uma chance só. 
Foi bonzinho, céu.
Malzinho, inferno.
Pecador mas se arrependeu, céu.
As lendas religiosas são tão bonitinhas.
==================================================
Agora falando sério, aqui segue o link para a matéria completa:
http://www.mnn.com/earth-matters/wilderness-resources/blogs/how-many-people-have-ever-lived-on-earth





Míope ou crédulo?



Exemplo interessante das peças que nosso cérebro pode nos pregar.
São fenômenos assim que muitas vezes explicam as pessoas que vêem espíritos, diabos, Jesus, vossas senhoras no alto da colina, etc.
Quase toda ocorrência dita "sobrenatural" pode ser explicada pela ciência.
Quase... porque algumas a ciência ainda não explica mas esta é sua grande motivação, é o que fez e faz nossa civilização evoluir.
Não saber não é demérito, ignorar evidências científicas é.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Liberte-se de deus e seja feliz!



Uma boa frase ateista diz que ninguém se torna ateu mas sim volta a se-lo, já que não nascemos religiosos. 
O esforço da família e da sociedade em nos cooptar para suas religiões começa com a violência do batismo e prossegue com técnicas sádicas de assédio moral, amedrontamento e lavagem cerebral.
Conceitos como pecado, confissão e promessas, além de ameaças e punições, são algumas das táticas usadas para enfiar cérebro abaixo das crianças que elas  devem temer e obedecer um ser imaginário a quem supostamente devem enviar mensagens telepáticas e com ele fazer acordos comerciais estranhos que trocam a liberdade na única vida real por vãs promessas de bem estar em uma vida imaginária e inexistente.


A todos que ainda estão presos a esses grilhões aqui vai o conselho de um ex-católico:
LIBERTEM-SE !
Ateismo é liberdade.
Quem se preocupa menos com vidas passadas ou futuras vive bem melhor esta.
Nada de demônios, castigos ou obrigações sem sentido.
Nada de padres que dizem uma coisa na missa e fazem outra na sacristia.


Uma vida livre de dogmas tolos e dominadores.
Sua mente pode aceitar tudo que for lógico e comprovável, abandonando lendas primitivas e ilógicas.
Seja bom, caridoso, fiel, honesto e amigo, mas não por estar sendo ameaçado, não em troca de recompensas mas sim por ser esta a melhor maneira de se viver feliz em sociedade.


Free your mind !!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Parada gay.


Uma das melhores charges que já publiquei aqui no blog, vale a repetição...
Apesar de ser a favor da liberação sexual, da união civil entre pessoas do mesmo sexo e de leis anti-homofóbicas, penso que a parada gay é um desserviço à causa.
Ao invés de investirem em mostrar à sociedade que gays são pessoas normais, que trabalham, estudam, pagam impostos, etc, a parada gay faz o inverso: mostra pessoas semi nuas, muitas travestidas, em poses e ações provocativas que não levam a nada a não ser ao aumento do preconceito.

domingo, 10 de junho de 2012

Breve meditação sobre o Nada.


Na física moderna, o espaço vazio, o 'Nada', pode abrigar flutuações capazes de dar origem a todo um universo

Recentemente, envolvi-me num debate com o físico Lawrence Krauss, que publicou um livro no qual afirma que a física hoje explica como o Universo surgiu do nada. Ou seja, a velha questão da Criação sob roupagem científica, e mais um exemplo de arrogância intelectual.
É bom começar com Aristóteles, que decidiu que a "natureza detesta o vácuo", declarando que o "nada" não existe, ao menos como vazio absoluto. Para ele, o espaço era pleno de éter, a substância dos planetas e demais objetos celestes.
No século 17, Descartes também propôs que a natureza era plena. Os planetas eram carregados em torno do Sol por redemoinhos celestes, criados pela circulação duma substância que enchia o espaço.
Newton mostrou que Descartes estava errado, argumentando que a fricção causaria a queda da Lua sobre a Terra. Para ele, a gravidade podia ser explicada por uma força à distância, agindo no vazio.
Esse pingue-pongue continuou até o século 19, quando James Maxwell mostrou que a luz é uma onda eletromagnética. Como toda onda, precisava dum meio para se propagar. Maxwell e outros sugeriram o éter, diferente do dos gregos, mas que preenchia o espaço sem provocar fricção nas órbitas celestes.
Em 1905, Einstein mostrou que o éter era desnecessário: as ondas de luz podem se propagar no espaço vazio. Mais uma vez, o éter some.
Em torno da mesma época veio a mecânica quântica, para explicar a física dos átomos. Foi então que tudo mudou: as regras no mundo dos átomos são diferentes das do nosso mundo. Mais precisamente, seus efeitos existem no nosso mundo, mas são imperceptíveis.
No mundo atômico, nada para. A matéria vibra incessantemente, feito gelatina sacudida. Se você tenta localizar um elétron num ponto do espaço, ele escapa feito uma gota de mercúrio. Esse é o princípio da incerteza de Heisenberg, que impõe um limite absoluto na informação que podemos obter do mundo.
Como movimento tem energia, o princípio também diz que a energia nunca é zero. Na física moderna, representamos uma partícula como excitação de um campo. O espaço é permeado por campos que, de vez em quando, criam partículas.
Os campos vibram incessantemente e, com isso, podem criar partículas com energias variadas: quanto maior a energia, menos tempo essas partículas duram, retornando ao "nada" de onde vieram, o campo vazio (ou vácuo). Se incluirmos a gravidade nesse esquema, e entendendo que é interpretada como a curvatura do espaço causada pela matéria, flutuações quânticas no campo gravitacional levam à flutuações na curvatura do espaço.
Temos, então, o espaço vazio, o "Nada", onde uma flutuação pode levar a uma bolha de espaço, um cosmoide que pode crescer e se transformar num universo inteiro.
É assim que a cosmologia descreve a criação do Universo a partir do nada. Esse tipo de explicação pressupõe toda uma estrutura conceitual, e não faz sentido sem ela. Já não basta celebrar a inventividade humana, capaz de criar teorias desse tipo, sem ter de elevá-la a um nível divino? Parece-me óbvio que a mente humana não pode criar num vácuo: o "nada" absoluto é importante como instrumento metafísico, mas sem importância no mundo real.
MARCELO GLEISER é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor de "Criação Imperfeita".
Folha de SP, 10/06/12

Deus sou eu!

Perfeito!

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Mais uma para pensar no feriado...


Hoje é dia de Corpus Thriste.

Todo mundo adora um feriado.
Não importa se for feriado religioso, até ateu gosta.
O problema para o país é o custo dessa idéia, absurda, de que temos que paralisar o país inteiro para celebrar algo em que apenas as pessoas religiosas acreditam.
Em um país que se diz laico, nada mais contraditório.
Datas religiosas deveriam ser comemoradas aos sabados e domingos.
Igrejas deveriam recolher impostos como qualquer outra atividade.
Crucifixos deveriam ser retirados de repartições públicas.
Padres e bispos pedófilos deveriam ir para a cadeia.
Congressos não deveriam ter "bancadas evangélicas".


Por isso tudo é que o dia de hoje me deixa meio... thriste.

Para pensar no feriado:

                                             


Definição de “Infiel": 


Em Nova Iorque, alguém que não acredita na religião Cristã; 
em Constantinopla, alguém que acredita. 

terça-feira, 5 de junho de 2012

Precisa de dinheiro? Reze para a deusa Lakshmi !!



O Portal Terra tem uma seção chamada "Vida e Estilo" onde Franco Guizzetti escreve uma coluna sobre esoterismo. Segundo ele quem rezar para a deusa hindu Lakshmi consegue fortuna e proteção do lar.
Seus argumentos:
"Todos os caminhos levam a Deus. Todas as formas de oração são sempre bem vindas. Todas as divindades, de qualquer religião, são capazes de realizar grandes milagres em nossas vidas quando pedimos com fé e acreditamos em sua força e energia."


O autor transcreve 2 orações para os interessados, veja um trecho de uma delas:
Lakshmi, Deusa da Fortuna e Abundância,
Das riquezas de Deus no alto,
Teus tesouros vindos do Sol
Derrame sobre nós!



Ou seja, basta pedir com fé e acreditar na força e na energia da deusa para que ela derrame sobre você riquezas e tesouros.
Antes que você ria, um lembrete: se um cristão não acredita em Lakshmi ele também é ateu, como eu.
Eu apenas não acredito em um deus a mais, só isso.
===========================
Link para a matéria completa:
http://vidaeestilo.terra.com.br/esoterico/interna/0,,OI5813697-EI14322,00-Faca+oracao+para+deusa+indiana+da+fortuna+e+protecao+do+lar.html

segunda-feira, 4 de junho de 2012

sábado, 2 de junho de 2012

A realidade é mágica.

                                                                                                                    


A verdade tem sua própria magia.

Ela é mais mágica - no melhor e mais fascinante sentido dessa palavra - do que qualquer mito, mistério ou milagre inventados. 

A ciência tem sua própria magia:A MAGIA DA REALIDADE.

(Richard Dawkins)

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Estudo indica que religião pode ser extinta em 9 países ricos.

Projeção feita por cientistas americanos baseada em dados de censo identifica declínio em nações como Austrália, Holanda e Canadá.

Uma pesquisa baseada em dados do censo e projeções de nove países ricos constatou que a religião poderá ser extinta nessas nações.
Cientistas analisaram dados colhidos desde o século 19 - Paolo Cito/AP
Paolo Cito/AP
Cientistas analisaram dados colhidos desde o século 19
Analisando censos colhidos desde o século 19, o estudo identificou uma tendência de aumento no número de pessoas que afirma não ter religião na Austrália, Áustria, Canadá, República Checa, Finlândia, Irlanda, Holanda, Nova Zelândia e Suíça.
Através de um modelo de progressão matemática, o estudo, divulgada em um encontro da American Physical Society, na cidade americana de Dallas, indica que o número de pessoas com religião vai praticamente deixar de existir nestes países.
''Em muitas democracias seculares modernas, há uma crescente tendência de pessoas que se identificam como não tendo uma religião; na Holanda, o índice foi de 40%, e o mais elevado foi o registrado na República Checa, que chegou a 60%'', afirmou Richard Wiener, da Research Corporation for Science Advancement, do departamento de física da Universidade do Arizona.
O estudo projetou que na Holanda, por exemplo, até 2050, 70% dos holandeses não estarão seguindo religião alguma.
(Fonte: BBC Brasil)

Mulher morre dentro de igreja, durante o culto.

Parece que na hora deus estava ocupado escondendo ossos de dinossauro pelo planeta para confundir os cientistas. Deixou o pastor encarregado de cuidar da mulher mas ele também se distraiu com a arrecadação de dinheiro e não percebeu que a fiel passava mal.
Notícia completa aqui:
http://www.odiario.com/blogs/inforgospel/2011/02/24/mulher-morre-durante-um-culto-em-igreja-evangelica/